SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número1O projeto pedagógico do Curso de Psicologia da Universidade Metodista de Piracicaba: realidade e perspectivas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Temas em Psicologia

versão impressa ISSN 1413-389X

Temas psicol. vol.6 no.1 Ribeirão Preto abr. 1998

 

A formação em psicologia no Mercosul: perspectivas da integração Latino-Americana1

 

Psychology graduation in the Mercosul: perspectives of Latin-American integration

 

 

Daniela Ribeiro Schneider2

Universidade Federal de Santa Catarina

 

 


RESUMO

A criação do Mercosul, em 1991, estruturou-se no contexto contemporâneo de mundialização da economia. O acordo foi firmado sem nenhuma consulta à sociedade civil e com total descaso pelas questões sociais e culturais envolvidas. As entidades de psicologia dos países envolvidos, preocupadas com a situação criada, começaram a se organizar no final de 1993, dando início ao processo de integração da Psicologia no Mercosul. A ótica dada ao processo é a de combate ao cunho mercantilista e exclusor das políticas de globalização, da qual o Mercosul faz parte, enfatizando a perspectiva de efetiva "integração", ou seja, de fortalecimento da solidariedade internacional. Nesse horizonte, a Comissão de Formação em Psicologia no Mercosul iniciou seus trabalhos realizando uma descrição da realidade da formação em cada país. Constataram-se as diferenças existentes entre os países, bem como no interior destes. Partiu-se então para a discussão de critérios mínimos que viabilizassem uma certa unidade na formação do psicólogo na região, tendo como princípio a garantia da qualidade da graduação e de seu compromisso com a realidade Latino-Americana.

Palavras-chave: Mercosul, formação em psicologia, integração Latino-Americana.


SUMMARY

The formation of Mercosul, in 1991, was based on the contemporary context of globalization of economy. The deal was made without any consultation to the civil society and with complete lack of care towards the social and cultural matters involved. Psychology entities of the contries included, concerned about the developed situation, began to organize themselves by the end of year 1993, starting the integration process of Psychology in the Mercosul. The approach of such process is to fight against the mercantile and excluding nature of the globalization policies, from which Mercosul takes part, emphasizing the effective "integration" perspective, meaning, the strengthening of international solidarity. From these point of view, the Mercosul Psychology Graduation Committee started its work describing the reality of graduation in each country. It was ascertained the differences existant between the countries, as well as in the interior of them. From that on it was started the discussion of minimum criteria that would allow a standardization in the graduation of the psychologist in the region, having as a principle the quality warranty of graduation and of his commitment with the latin-american reality.

Key-words: Mercosul, pychology graduation, Latin-American integration.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências bibliográficas

Almeida, P. R. (1998). Mercosul: fundamentos e perspectivas. Brasília: Grande Oriente do Brasil.

APUFSC. (1993). Mercosul e as Transformações do Mundo do Trabalho. Plural 3, (5).

Araujo, R. e Magnoli, D. (1996). Para Entender o Mercosul. São Paulo: Moderna.

Arruda, E. L. e Ramos, A. (1998). Globalização, Neoliberalismo e o Mundo do Trabalho. Curitiba: IBEJ.

Chesnais, F. (1996). A Mundialização do Capital São Paulo: Xamã .

CNPL. (1995). Anais do I Encontro Nacional de Entidades de Classe. Perspectivas da Integração Profissional no Mercosul. Brasília.

CUT. (1993). Mercosul e os Direitos dos Trabalhadores. Cadernos da CUT, 8, São Paulo.

CUT. (1996). Textos para Debate Internacional. Estratégias Sindicais para a promoção da dimensão social do Mercosul. 7, São Paulo.

CUT. (1997). Caderno sobre o Mercosul - para formadores da rede nacional de formação da CUT. Florianópolis: Escola Sul, p. 09.

Valencia, F. E. (1998). América Latina: globalidade, Educação e Cidadania. Em: Democracia Viva. Rio de Janeiro: Moderna, Ibase, i, 51.

 

 

1. Trabalho apresentado em Mini-Conferência. XXVIII Reunião Anual de Psicologia - SBP, Ribeirão Preto - SP, 1998.
2. Departamento de Psicologia/ Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Endereço residencial: Rua Almirante Lamego, 1262/301 -Centro - Fpolis - SC - CEP: 88015-601, E-mail: danis@cfh.ufsc.br

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons