SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número2A orientação profissional de alunos da educação superior índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Orientação Profissional

versão impressa ISSN 1679-3390

Rev. bras. orientac. prof v.8 n.2 São Paulo dez. 2007

 

SEÇÃO ESPECIAL

 

Histórico da Associação Brasileira de Orientação Profissional e da Revista Brasileira de Orientação Profissional1

 

History of the Brazilian Association of Vocational Guidance and the Brazilian Journal of Vocational Guidance

 

Historial de la Asociación Brasileña de Orientación Profesional y de la Revista Brasileña de Orientación Profesional

 

 

Lucy Leal Melo-Silva* 2

Universidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto - Ribeirão Preto

 

 

Este trabalho objetiva descrever a história da Associação Brasileira de Orientação Profissional (ABOP) e da Revista Brasileira de Orientação Profissional (RBOP ou RevBOP) focalizando cada gestão, sobretudo, na realização de eventos, em especial os Simpósios bianuais, e na criação e desenvolvimento da Revista Científica em duas fases. Ao final destacam-se as publicações e a inserção nacional e internacional da ABOP e da RBOP.

A ABOP é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos, que congrega orientadores profissionais do Brasil. A associação foi criada em 1993, durante a realização do I Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional realizado em Porto Alegre, de 24 a 27 de novembro de 1993. Este Simpósio foi organizado pelo Instituto do Ser &– Psicologia e Psicopedagogia, de São Paulo, representado por sua Coordenadora, a psicóloga e professora Dra. Marilu Diez Lisboa e pelo Serviço de Orientação Profissional - SOP da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), representado por sua Coordenadora, a psicóloga e professora Maria Célia Pacheco Lassance.

Os profissionais interessados agregaram-se a partir do ideal de construir de maneira compartilhada algo que significasse o desenvolvimento da Orientação Profissional no Brasil, enquanto campo de atividades, técnicas e científicas, de psicólogos e profissionais de áreas afins. A associação surgiu da necessidade de unir esforços e experiências de profissionais que compartilhavam dos mesmos questionamentos, das mesmas angústias, das mesmas inquietações e do sentimento de isolamento, freqüente no cotidiano profissional. A Assembléia Geral que criou a ABOP, durante o I Simpósio, reuniu um número significativo de orientadores profissionais do Brasil, numa composição multidisciplinar, com o primordial objetivo de agir eticamente, respeitando o rigor científico e o compromisso com a população na prestação de serviços, pesquisa e formação de Orientadores Profissionais. Desde então, a ABOP vem realizando os simpósios, apoiando cursos, eventos e encontros, e publicando mensalmente seu Boletim, atualmente em formato eletrônico, com notícias atualizadas na área.

Além de congregar pesquisadores e profissionais, cabe às Associações Nacionais e Internacionais, neste domínio, atuarem firmemente com o propósito de estabelecer normas éticas, critérios de competência requeridos dos orientadores profissionais, qualidade dos serviços e das pesquisas, definição de políticas públicas de acesso democrático à Orientação Profissional e à Educação de qualidade. A ABOP, no cumprimento de suas obrigações estatutárias, tem contribuído com o debate nacional e o intercâmbio com outros países, realizando o Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional (bienalmente); apoiando eventos científicos e de formação; participando, por meio de seus associados, de eventos internacionais; disponibilizando a página na internet (www. abopbrasil.org.br). No Brasil, vale destacar como tais associações levam a cabo suas realizações em termos de precárias fontes de receita financeira e muita disposição de pessoas que se dedicam à causa. Os primeiros eventos realizados pela ABOP foram financiados principalmente com recursos provenientes de taxas de inscrições e de anuidades dos associados, contando com poucos patrocínios e muito trabalho voluntário.

Sua primeira Diretoria &– gestão 1993/1995 &– foi sediada no Instituto de Ser, em São Paulo/ SP, sob a presidência da psicóloga e professora Marilu Diez Lisboa, iniciando com 80 associados e evoluindo, neste mandato, para mais de 200 associados. O II Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional foi realizado no período de 27 a 30 de Setembro de 1995, na cidade de São Paulo, com 220 participantes. Esse evento recebeu apoio financeiro do Centro Latino-americano de Desenvolvimento (CLADE), porém foi financiado, principalmente, com receita de taxas de inscrição e anuidades da ABOP. Nesse evento foi redigida uma Carta Aberta aos Orientadores Profissionais publicada em Melo-Silva, Santos, Simões e Avi (2003).

A segunda Diretoria &– gestão 1995/1997 &– teve sede no Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS, sob a presidência da psicóloga e professora Maria Célia Pacheco Lassance e alcançou a marca dos 500 associados. Cabe aqui lembrar que a comunicação com os associados era realizada através do Boletim da ABOP, material impresso, enviado pelo correio, com periodicidade variável, mensal ou bimestral, chegando-se à marca de 1000 boletins enviados a associados e instituições educacionais brasileiras. Nesta gestão foi publicado o primeiro volume da Revista da ABOP (V.1, N.1, 1997), precursora da RBOP. O I Encontro da ABOP/RS foi realizado em 1996, na cidade de Porto Alegre, com 95 participantes. O II Encontro da ABOP/RS e I Workshop de Técnicas foram realizados em Porto Alegre, no ano seguinte, com 75 participantes. Já o III Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional foi realizado de 02 a 04 de outubro de 1997, na cidade de Canoas (Grande Porto Alegre), contando com 145 participantes. Esse evento recebeu apoio financeiro da Universidade Luterana Brasileira (ULBRA, Canoas/RS) e do Curso Pré-Vestibular Unificado.

A terceira Diretoria &– gestão 1997/1999 &– teve sede em Florianópolis/SC, sob a presidência da psicóloga e professora Dra. Dulce Helena Penna Soares, que ampliou o trabalho da ABOP atingindo o número de 600 associados. Os outros três fascículos da Revista da ABOP foram publicados [V2 (1) e V2 (2) de 1998 e V3(1) de 1999]. Foram realizadas a XII Jornada de Estudos em Saúde Mental e Trabalho e I Jornada de Estudos em Orientação Vocacional e Profissional em Campinas/ SP, em maio de 1998, com 88 participantes. O III Encontro da ABOP/SC e II Workshop de Técnicas/I Encontro de Professores de Orientação Profissional/II Seminário de Informação e Orientação Profissional aconteceram na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em Florianópolis/ SC em outubro de 1998.

O IV Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional e o I Encontro de Orientadores Profissionais do Mercosul foram realizados de 02 a 04 de setembro de 1999, na cidade de Florianópolis, reunindo 300 participantes, incluindo colegas latino-americanos como Argentina, Uruguai e Paraguai. Foram apresentados 66 trabalhos. Tais eventos contaram com o apoio financeiro da UFSC, através de convênio firmado junto ao Departamento de Psicologia e ao Laboratório de Informação e Orientação Profissional (LIOP).

Na quarta gestão &– 1999/2001 &– a Associação foi sediada em Campinas/SP sendo presidida pelo médico e professor, Dr. Tabajara Dias de Andrade, chegando ao número de 700 associados. O V Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional, foi realizado de 11 a 13 de outubro de 2001, na cidade de Valinhos/SP, contando com 180 participantes, incluindo conferencistas internacionais. Foram apresentados 52 trabalhos. Esse evento recebeu apoio da Vetor Editora, em toda parte gráfica do evento, para a confecção dos folders, do caderno de resumos e a publicação dos Anais do IV Simpósio, que foi realizado anteriormente em Florianópolis. Contou ainda com o apoio do Centro Latino-americano de Desenvolvimento (CLADE), do Colégio Visconde de Porto Seguro de Valinhos, porém foi custeado sobretudo com receita de taxas de inscrição e anuidades da ABOP, como nos demais.

Nesse evento, a conferência de abertura foi proferida pelo presidente da International Association for Educational and Vocational Guidance (IAEVG), Bernhard Jenschke, da Alemanha, contando ainda com conferencistas e palestrantes da Venezuela, Argentina e Estados Unidos. Em 2001, por iniciativa da professora Dra. Lucy Leal Melo-Silva, a ABOP estabeleceu a parceria com a Vetor Editora, em princípio para a publicação dos Anais do IV Simpósio, como mencionado anteriormente. A parceria também foi firmada, naquele ano, para a publicação impressa da RBOP e da série “Orientação Profissional: teoria e técnica”. Essa parceria tem se mostrado vital para a qualidade das publicações nesse domínio do conhecimento. A RBOP e a ABOP reconhecem a importância do apoio incondicional do Editor Glauco Bardella.

Consolidando o trabalho da Associação, no cenário nacional e internacional, a quinta Diretoria &– gestão 2001/2003 &– teve sua sede novamente no Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre/ RS, sob a presidência da psicóloga e professora Maria Célia Pacheco Lassance. Nesse mandato, a ABOP completou 10 anos e suas ações foram ampliadas, passando a contar com mais de 900 associados. A partir deste momento, mudou-se o formato do Boletim da ABOP, que passa a ser eletrônico, enviado a uma lista de cerca de mil e quinhentos endereços, entre associados, instituições educacionais e profissionais interessados. Assim, a ABOP avançou qualitativamente, ao revitalizar sua Revista Científica e ao organizar uma publicação seriada em formato de livro. Para a realização de todas estas atividades, a ABOP funcionou em uma gestão compartilhada entre três grupos de trabalho: um na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), sede da Diretoria; outro na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sede da Secretaria; e o terceiro na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP), sede da revista até o presente momento.

No período de 04 a 06 de julho de 2002 a ABOP, o Laboratório de Informação e Orientação Profissional (LIOP) da UFSC e o Instituto do Ser realizaram em Florianópolis/SC os eventos: Ser Orientador Profissional: Profissão? Paixão? “Chamado”? II Workshop de Técnicas de Orientação Profissional, II Encontro de Formadores em Orientação Profissional e II Seminário de Informação e Orientação Profissional do LIOP. Nesse evento foi discutida a questão da formação do orientado profissional, em uma mesa destinada especificamente para este fim, contando com a participação de colegas argentinos. Foram ministrados seis mini-cursos e discutidos, em grupos temáticos, os bastidores da Orientação Profissional. O evento teve a participação de 250 pessoas, entre elas orientadores vindos de países como Argentina e Uruguai. Também houve o lançamento de quatro livros de associados da ABOP.

O VI Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional foi realizado de 10 a 13 de setembro de 2003, na cidade de Florianópolis/ SC, reunindo mais de 300 participantes, que apresentaram 11 7 trabalhos. Esse evento recebeu apoio financeiro da Fundação de Apoio a Pesquisa de Santa Catarina (FAPESC, na época denominada FUNCITEC). Também contou com o apoio financeiro da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), através de convênio firmado junto ao Departamento de Psicologia e ao Laboratório de Informação e Orientação Profissional (LIOP) e da Vetor Editora. Foram 68 trabalhos em apresentações orais, sendo duas teses de doutorado, 10 de mestrado e 49 trabalhos em painéis. Nesse simpósio a Revista Brasileira de Orientação Profissional, em seu novo formato, voltou a circular com o fascículo 4 (1/2), 2003, assim como, o primeiro volume da série “Orientação Profissional: teoria e técnica &– Arquitetura de uma ocupação”, que reuniu vários trabalhos apresentados no V Simpósio da ABOP, porém não se restringiu a eles e incluiu outros trabalhos relacionados aos temas que constituíram o livro.

O sexto mandato &– gestão 2003/2005 &– foi sediado na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte/MG, sob a presidência da psicóloga e professora Delba Teixeira Rodrigues Barros. O VII Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional ocorreu no período de 01 a 03 de Setembro de 2005, na cidade de Belo Horizonte, contando com 250 participantes. Em relação aos trabalhos apresentados, 80 foram em Comunicação Oral ou em Pôster, dos quais sete referiam-se a Teses de Doutorado e outros sete a Dissertações de Mestrado, além de vários resultantes de Monografias de cursos de Especialização. Esse evento recebeu apoio financeiro do Banco do Brasil, da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG) e da Vetor Editora. Contou, principalmente com o apoio da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que foi a sede da Diretoria da ABOP no biênio 2003/2005, disponibilizando sua estrutura: espaço físico, telefone, fax entre outros recursos materiais e, também, financiando as despesas de correio para a divulgação do evento. Teve, ainda, apoio da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), da Belotur e do Colégio Magnum Agostiniano. Nesse simpósio iniciou-se a distribuição da Revista Brasileira de Orientação Profissional [fascículos 5 (1) e 5 (2), 2004] aos seus associados e foi lançado o segundo volume da série “Orientação Profissional: teoria e técnica &– Intervenção e Compromisso Social”.

A sétima Diretoria &– gestão 2005/2007 &– foi sediada em Porto Alegre/RS, na Projecto, sob a presidência da psicóloga Rosane de Schotgues Levenfus. Nessa gestão, a ABOP construiu um novo portal na internet, levando a um aumento significativo de acesso de usuários, em decorrência do Boletim eletrônico e da divulgação da RBOP.

O I Congresso Latino-americano de Orientação Profissional da ABOP e o VIII Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional foram realizados no período de 16 a 18 de agosto de 2007 em Bento Gonçalves/RS. Esse foi um evento muito importante para a ABOP, como resultado do crescimento da Associação no cenário nacional e internacional, decorrente do trabalho coletivo de associados e colaboradores, profissionais e pesquisadores. Contou com a inscrição de mais de 500 participantes, incluindo colegas da América Latina (Venezuela, Argentina e Uruguai) e de Portugal. Com nove cursos, duas conferências, oito mesas-redondas, nove workshops de técnicas e a apresentação de 218 trabalhos, o evento contou com o apoio das seguintes entidades nacionais:

- ABRAPEE &– Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Profissional,
- ANPEPP &– Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia,
- SBPH &– Sociedade Brasileira de Psicologia Hospitalar, e
- SOBRAPA &– Sociedade Brasileira de Psicologia e Acupuntura.

Contou ainda com o apoio de entidades da América Latina, a saber:

- RED &– Red Latinoamericana de Orientación Profesional, e
- FAPOAL &– Federación de Asociaciones y Profesionales de la Orientación en América Latina.

O evento foi patrocinado pelo Conselho Regional de Psicologia (CRP-RS), pela Vetor Editora e pela Projecto, contando com o apoio da Universidade de Caxias do Sul (UCS), da Escola Superior de Administração e Economia (ESADE), da Gol &– Transportes Aéreos SA, Universitário, Vinícola Salton e Chocolates Florybel. A realização esteve a cargo da Office Marketing Eventos.

O vice-coordenador da Biblioteca Virtual em Saúde, Área de Psicologia (BVS-Psi), André Serradas, esteve presente ensinando aos participantes sobre o uso das ferramentas da internet na consulta às bases de dados e participando da Conferência sobre publicação e pesquisa em Orientação Profissional, com ênfase ao PePSIC (http://pepsic.bvs-psi.org/rbop). A presença de um representante da BVS-Psi reforça a postura da Diretoria da ABOP e do Conselho Editorial da RBOP de estimular cada vez mais a interlocução entre ciência e prática profissional, criando condições facilitadoras para o acesso e a difusão do conhecimento qualificado.

O terceiro volume da série Orientação Profissional: teoria e técnica foi lançado no referido evento e todos os fascículos da RBOP estavam disponíveis. O evento foi um marco na história da ABOP. Sem dúvida, esse foi o maior simpósio realizado pela ABOP em 14 anos de existência e o ano mais importante para a revista. Na Assembléia, que acontece em todos os simpósios da ABOP, foram aprovadas duas deliberações (Anexo 1):

(1) o dia 27 de abril como o Dia latino-americano de Orientação, porque em 27/04/1984 foi realizado o 1º Congresso latino-americano de orientação, realizado em Colima, México; e

(2) o dia 27 de novembro como o Dia do Orientador Profissional no Brasil, porque é a data da fundação da ABOP, ocorrida em 27/11 /1993.

A oitava Diretoria &– gestão 2007/2009 &– está sediada em São Paulo, sob a presidência da psicóloga Fátima Fernandes Sousa Trindade. A atual diretoria está trabalhando em diversas frentes:

(1) pelo aumento da base de filiados e a ampliação da prestação de serviços aos filiados;

(2) pela busca de oferta de informação e de possibilidades de formação de qualidade para os membros e comunidade de profissionais interessados na área, e pelo início de um caminho para o processo de Certificação Profissional que incentive o desenvolvimento e melhor qualifique os profissionais da área;

(3) pela geração de recursos para o crescimento sustentável da entidade;

(4) pela criação de Comitês Técnicos que ampliem o estudo, a discussão e a pesquisa da Orientação Profissional e de Carreira ao longo de todo o ciclo vital; e

(5) pelo debate acerca de políticas públicas na área, para implementação e a avaliação de serviços.

Membros associados e grupos de pesquisa e de trabalho são imprescindíveis para o funcionamento da ABOP e a manutenção da regularidade nas ações para a realização dos eventos e de publicações científicas. A Associação representa o coletivo dos profissionais que, em suas semelhanças e especificidades teórico-metodológicas, buscam o desenvolvimento da produção do conhecimento qualificado no domínio da Orientação Profissional enquanto ciência e profissão. A seguir serão descritas as publicações da ABOP e sua inserção nacional e internacional.

 

Publicações

No contexto da ABOP, o treino na divulgação e publicação dos resultados de estudos e de experiências se dá em três âmbitos. O primeiro consiste na submissão de propostas de apresentação de trabalhos em simpósios e congressos. A preparação de resumos para a inscrição e de slides ou pôsteres, para posterior apresentação nos eventos, constitui uma oportunidade de treino para os iniciantes e de consolidação na área para outros pesquisadores. Tais trabalhos são avaliados por consultores ad hoc e, se aprovados, são publicados no “Programa e Resumos”.

A associação criou a Revista da ABOP, que circulou entre 1997 e 1999 e foi substituída pela Revista Brasileira de Orientação Profissional (RBOP ou RevBOP). A publicação da revista é semestral e regular a partir de 2003. A publicação seriada (livros) Orientação Profissional: teoria e técnica, também iniciada em 2003, é bianual. Ambas são publicadas pela Vetor Editora Psico- Pedagógica.

Os trabalhos apresentados nos simpósios ou outros trabalhos, na íntegra, podem ser submetidos à avaliação para publicação como capítulos de livro ou como artigos científicos. Essas duas categorias possuem objetivos e níveis de exigência diferenciados. Porém, em ambos os casos os trabalhos são avaliados, com base nas normas científicas e nos temas de interesse, por consultores ad hoc. Nos livros há maior flexibilidade quanto aos temas e ao nível de aprofundamento dos capítulos, a critério de cada grupo organizador, que é constituído pela Comissão Científica que trabalhou na organização do último simpósio da ABOP. Nas revistas os artigos seguem as normas para publicação em revistas científicas, em especial das revistas da área da Psicologia Nacional e Internacional. As normas baseiam-se no Publication Manual of the American Psychological Association (APA, 2001, 5ª edição). A seguir são abordados, com mais detalhes, esses dois tipos de publicações.

(1) A Revista Brasileira de Orientação Profissional (RBOP)

A RBOP é uma revista científica, sendo a única no domínio da Orientação Profissional no Brasil. Trata-se de uma publicação com amplitude nacional, com repercussões internacionais, que tem por objetivo estimular a produção e a divulgação do conhecimento científico na área, incentivando reflexões acerca das diversas inserções da Orientação Profissional na atualidade. Constitui um espaço aberto a trabalhos originais relacionados à Orientação Profissional, que se enquadrem nas seguintes categorias: relatos de pesquisas, estudos teóricos, revisões críticas da literatura, comunicações breves sobre pesquisas, relatos de experiência profissional, ensaios, notas técnicas, resenhas. As normas de publicação estão disponibilizadas no site da ABOP (http://www. abopbrasil.org.br), da Vetor Editora (http://www. vetor-editora.com.br), e, sobretudo, no PePSIC (http://pepsic.bvs-psi.org.br/rbop).

A revista é publicada semestralmente pela ABOP em parceria com a Vetor Editora Psico- Pedagógica, responsável pela produção gráfica, diagramação, arte final e impressão a partir de 2003. O apoio em infra-estrutura para todo o processo editorial, preparação e distribuição dos fascículos é do Departamento de Psicologia e Educação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP/USP) e da Biblioteca do Campus da USP de Ribeirão Preto, por meio das ações e coordenação da editora científica Lucy Leal Melo-Silva.

Entre 1997 e 1999 recebeu o nome de Revista da ABOP (ISSN: 1414-8889) e publicou quatro fascículos:

- V1 (1), 1997;
- V2 (1) e V2 (2), 1998; e
- V3 (1), 1999 [Edição Especial sobre formação].

A partir de 2003 recebeu o nome de Revista Brasileira de Orientação Profissional (RBOP) (ISSN: 1679-3390) e publicou, até o momento nove fascículos relativos a cinco anos de circulação, a saber:

- V4 (1/2), 2003 [edição especial de lançamento da nova versão];
- V5 (1) e V5 (2), 2004;
- V6 (1) e V6 (2), 2005;
- V7 (1) e V7 (2), 2006 [Número especial: Avaliação]; e
- V8 (1) e V8 (2), 2007.

Em 2005, os fascículos publicados no ano anterior (2004) foram submetidos ao sistema de “Avaliação de Revistas Científicas em Psicologia” (Qualis Periódicos) da Coordenadoria de Aperfeiçoamento do Ensino Superior (CAPES) e da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia (ANPEPP), tendo sido classificada na categoria Nacional C, o que foi um bom resultado por ter sido avaliada pela primeira vez.

As revistas científicas brasileiras, na Área da Psicologia, são avaliadas de acordo com critérios pré-estabelecidos, tais como: (1) normalização, (2) publicação, (3) circulação, (4) autoria e conteúdo e, (5) gestão editorial. Os fascículos editados em 2005 e 2006 foram avaliados no ano de 2007, pela Comissão Editorial CAPES/ANPEPP recebendo a classificação Nacional A, um excelente resultado, fruto do trabalho desenvolvido pelo corpo editorial e pelos autores.

Em 2007, a revista também tornou-se disponível online, na metodologia SciELO dos Periódicos Eletrônicos em Psicologia (PePSIC) (http://pepsic.bvs-psi.org.br/rbop) dentro da política de acesso aberto à literatura de pesquisa qualificada, revisada por pares, na área da Psicologia. Tal ação está em conformidade com a deliberação do XI Simpósio de Intercâmbio Científico da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Psicologia, realizado pela ANPEPP em Florianópolis, em 2006, e com a Declaração de Bethesda, documentos que foram publicados no fascículo 7 (1) na seção notícias.

A revista impressa é distribuída para: autores, corpo editorial, Rede Brasileira de Bibliotecas da Área da Psicologia (ReBAP) a partir de 2003 e para os associados da ABOP a partir de 2006. Até o momento, essa distribuição tem sido viabilizada em decorrência da parceria ABOP-Vetor e o apoio da FFCLRP/USP. Também é enviada para alguns centros internacionais e faz permuta com bibliotecas nacionais e estrangeiras. A ABOP, principalmente em decorrência da circulação da revista, se posiciona nacional e internacionalmente como uma associação qualificada para debater a ciência e a prática no domínio da Orientação Profissional e de Carreira e, assim, liderar propostas no âmbito de políticas públicas.

(2) A publicação “Orientação Profissional: teoria e técnica”

É uma publicação seriada, da ABOP e da Vetor Editora, de temas relevantes para o campo da Orientação Profissional, Vocacional, Ocupacional, Desenvolvimento de Carreira, Trabalho, Emprego / Desemprego, Normas Éticas, Critérios de Competência do Orientador, modalidades de intervenção, atendimento a populações específicas, implementação e avaliação de programas, recursos das tecnologias da informação e comunicação, definição de políticas públicas, entre outros temas. Cada volume é organizado pela comissão científica do Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional realizado anteriormente, porém os capítulos não se restringem necessariamente aos trabalhos do simpósio.

O primeiro volume, intitulado “Arquitetura de uma ocupação” foi publicado no VI Simpósio, sob a organização de Melo-Silva, Santos, Simões e Avi (2003). O segundo volume: “Intervenção e compromisso social”, foi lançado no VII Simpósio, tendo sido organizado por Lassance, Paradiso, Bardagi, Sparta e Frischenbruder (2005). Por sua vez, o terceiro volume intitulado “Escolha e Inserção profissionais: desafios para indivíduos, para a família e para a instituição” foi publicado no último simpósio, sob a organização de Barros, Lima e Escalda (2007).

 

Inserção da ABOP no cenário nacional e internacional

A ABOP é membro de outras organizações nacionais e internacionais, descritas a seguir.

(1) O Forum de Entidades Nacionais da Psicologia Brasileira é composto por 17 entidades de âmbito nacional, e se constitui como um espaço legítimo de organização e construção coletiva da Psicologia Brasileira, objetivando contribuir para a qualificação da Psicologia como ciência e profissão a serviço da melhoria das condições de vida da sociedade brasileira.

(2) A International Association for Educational and Vocational Guidance (IAEVG) representa indivíduos e associações nacionais e regionais preocupados com a orientação educacional e vocacional em todos os continentes (www.iaevg. org). Além disso, apóia iniciativas para a realização de Congressos Internacionais em diferentes países e publica uma revista internacional.

(3) A Red Latinoamericana de profesionales de la orientación (RED) mediante uma plataforma visual se constitui em um sistema integrado, que por meio de tecnologias de Informação e Comunicação, objetiva criar vínculos, intercâmbios, participação ativa, análises e difusão da diversidade de contribuições da América Latina para o fortalecimento do campo da Orientação e de sua práxis social (http://www.rlpo.org; http://www. nicenet.org).

(4) A União Latinoamericana de Orientación Profesional (ULAPSI), que agrupa Entidades da Psicologia presentes na América Latina, tem a finalidade de (a) integrar as entidades para estimular o desenvolvimento de referências para uma Psicologia, como ciência e profissão, que seja comprometida com a melhoria e a otimização da qualidade de vida e do bem estar psicológico na América Latina e, (b) produzir estratégias para dar visibilidade às práticas e aos conhecimentos que expressem esse compromisso.

 

Considerações finais

Nesses 14 anos de existência, a ABOP tem caminhado a passos largos na congregação de profissionais e pesquisadores, como mostra este documento. Nessa trajetória, cada membro da ABOP &– diretoria, equipe de colaboradores e associados &– têm contribuído com uma parcela, maior ou menor, de trabalho, de ações e de reflexões. Porém, considerando a dimensão continental do Brasil, muito há que ser feito, seja em termos de reunir os profissionais para o debate teórico e técnico das práticas desenvolvidas, seja para elaborar políticas públicas para a implementação de serviços qualificados em diferentes contextos e cenários, acessíveis a todos que necessitam de Orientação Profissional.

Nessa trajetória a RBOP, por meio do trabalho dos autores e do corpo editorial, tem a relevante função de publicar e ampliar a divulgação do conhecimento científico na área. E, os professores e formadores têm o dever de indicar aos seus alunos a leitura crítica dessa produção e de outras da literatura nacional e estrangeira.

Os desafios são imensos, como todos na área da Educação e do Trabalho, em um mundo em constante transformação. Assim, cada qual pode contribuir como, quando e com o que pode. A participação de cada profissional e pesquisador no domínio da Orientação Profissional e Desenvolvimento de Carreira é imprescindível para continuar a história, construindo e re-construindo a trajetória, da ABOP e para maior ampliar o alcance da RBOP.

 

Referências

American Psychological Association. (2001). Publication Manual of the American Psychological Association (5th ed.). Washington, DC: APA.

Barros, D. T. R. Lima, M. T., & Escalda, R. (Orgs.) (2007). Escolha e inserção profissionais: Desafios para indivíduos, famílias e instituições: Vol. 3. Orientação profissional: Teoria e técnica. São Paulo, SP: Vetor.

Lassance, M. C. P., Paradiso, A. C. Bardagi, M. P., Sparta, M., & Frischenbruder, S. L. (2005). Intervenção e compromisso social: Vol. 2. Orientação profissional: Teoria e técnica. São Paulo, SP: Vetor.

Melo-Silva, L. L., Santos, M. A., Simões, J. T., & Avi, M. C. (2003). Arquitetura de uma ocupação: Vol. 1. Orientação profissional: Teoria e técnica. São Paulo, SP: Vetor.

 

 

1 A autora agradece a todos os(as) ex-presidentes(as) e à presidente da atual gestão pela colaboração na obtenção dos dados que geraram este documento.
2 Endereço para correspondência: DPE/FFCLRP/USP, Av. Bandeirantes, 3900, 14040-901, Ribeirão Preto, SP. Fone: (16) 36023789. E-mail: lucileal@ffclrp.usp.br.

 

Sobre a autora

* Lucy Leal Melo-Silva é psicóloga, Docente da Graduação e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia do Departamento de Psicologia e Educação, da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP). Coordenadora do Programa Vita, do Serviço de Orientação Profissional (SOP), integrante do Centro de Pesquisas em Psicodiagnóstico (CPP). Membro da Associação Brasileira de Orientadores Profissionais (ABOP) e da International Association Educational Vocacional Guidance (IAEVG). Autora de livros na área da Orientação Profissional e Formação em Psicologia.