SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.63 issue138Depression and organizational Coping: evidence of validity for baptista depression scaleThe human figure drawing and TAT of pregnant adolescents: a study in the general hospital author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Boletim de Psicologia

Print version ISSN 0006-5943

Abstract

COSTA, Camilla Gonçalves da; RIBEIRO, Diana Pancini de Sá Antunes; VOLPATO, Ana Lúcia  and  ABRAO, Jorge Luis Ferreira. Reflexões psicanalíticas Winnicottianas sobre o sentido do silêncio no settin. Bol. psicol [online]. 2013, vol.63, n.138, pp. 49-63. ISSN 0006-5943.

Buscamos neste trabalho analisar o sentido do silêncio no setting analítico, embasados pela psicanálise tal como proposta por Winnicott e a partir de fragmentos da vivência clínica de uma das autoras1. Para tanto levantamos o sentido do silêncio no setting para alguns psicanalistas e, posteriormente, nos referirmos especialmente aos conceitos relacionados à Teoria do Amadurecimento Emocional de Winnicott, tais como o holding, handling e apresentação de objetos, e o da hesitação e transicionalidade. Valemo-nos, ainda, dos conceitos de transferência e contratransferência para refletir sobre a dupla terapêutica no setting analítico. Nossas considerações finais apontam para a necessidade de se tomar o silêncio como uma comunicação importante em determinadas circunstâncias do trabalho terapêutico, além de sugerir que o setting, neste estudo de caso, solicitou a postura esperançosa e não invasiva da terapeuta a fim de possibilitar o surgimento do espaço transicional, por meio do qual pôde ser retomado o processo de amadurecimento do paciente

Keywords : Psicanálise; Winnicott; silêncio no setting.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )