SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número4Metapsicología como palco de diálogo teórico sobre la técnica, la clínica, la vida psíquica y la culturaEnsayo sobre algunas abstracciones: nuestro universo simbólico - el valor de la palabra índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Revista Brasileira de Psicanálise

versión impresa ISSN 0486-641X

Resumen

MINERBO, Marion. Contribuições para uma teoria sobre a constituição do supereu cruel1. Rev. bras. psicanál [online]. 2015, vol.49, n.4, pp. 73-89. ISSN 0486-641X.

A autora esboça uma teoria sobre a constituição do supereu cruel na qual o inconsciente do objeto primário tem um papel preponderante. Em função da angústia ligada a seu núcleo paranoico, o objeto defende seu narcisismo atacando, inconscientemente, o narcisismo do infans com elementos-beta que podem ser caracterizados como tanáticos. O psiquismo em formação se defende desse ataque por meio de duas defesas primárias, a clivagem e a identificação com o agressor, que originam o núcleo psicótico a que chamamos supereu cruel. Dois fragmentos clínicos são usados para tentar reconhecer quais são e como agem os elementos-beta tanáticos. O primeiro permite identificar uma forma de abuso psíquico na qual o objeto obriga a criança a "pagar a conta" do trabalho psíquico que não consegue realizar. O segundo revela a relação entre as características do supereu cruel (ódio ao eu, controle tirânico, falta de empatia) e a intolerância do aspecto paranoico do objeto às manifestações da subjetividade do infans.

Palabras clave : supereu cruel; elementos-beta; clivagem; identificação com o agressor; núcleo paranoico.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License