SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 número1Factores de riesgo y factores protectores asociados al consumo de alcohol en niños y adolescentesLa reiterancia de la conducta delictiva en adolescentes y su relación con las representaciones sociales acerca del rol ejercido por las madres índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Salud & Sociedad: investigaciones en psicologia de la salud y psicologia social

versión On-line ISSN 0718-7475

Resumen

FORMIGA, Nilton S. et al. A medida do bem-estar subjetivo em jovens Fisicamente ativos e não ativos. Salud & Sociedad [online]. 2014, vol.5, n.1, pp. 54-64. ISSN 0718-7475.

Introdução: A dinâmica tecnológica e social na sociedade sugere as inúmeras áreas da ciência um desenvolvimento de recursos humanos para que as pessoas tenham longevidade e qualidade de vida e busquem um bem-estar em suas vidas. Com isso, o bem-estar é destaque nas pesquisas sobre a realização e frequencia da atividade física no cotidiano da saúde das pessoas. Objetivo: verificar a estrutura fatorial da escala de bem-estar subjetivo (MUNSH) em adolescentes brasileiros ativos e nao ativos fisicamente. Método: Participaram 1864 adolescentes de 12 a 20 anos de idade, residentes em uma no norte do estado de Minas Gerais - Brasil. Estes responderam o inventário de bem estar subjetivo, questões referentes a prática e freqüência de atividade física e sócio-demografia. Resultados: Através de uma análise fatorial confirmatória, no pacote estatístico AMOS, a estrutura fatorial da escala revelou indicadores psicométricos que estiveram próximos aos exigidos pela literatura estatística sobre modelagem estrutural. Conclusão: MUNNSH evidencia uma excelente robustez na fatorialidade para os jovens que fazem atividades físicas e tem maior freqüência semanal nas atividades.

Palabras clave : Atividades físicas; bem-estar; jovens.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )