SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.19 número2Família e amadurecimento: do colo à democraciaO pai e a tendência antissocial: considerações a partir da psicanálise de Winnicott índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Natureza humana

versão impressa ISSN 1517-2430

Resumo

SERRALHA, Conceição Aparecida. A teoria do amadurecimento e as novas configurações familiares. Nat. hum. [online]. 2017, vol.19, n.2, pp. 163-177. ISSN 1517-2430.

A teoria do amadurecimento, construída por Winnicott, aponta a importância da facilitação do ambiente para o desenvolvimento das tendências herdadas do indivíduo. Ao estudarmos a família, no século XXI, vemos que a configuração familiar tradicional, embora ainda dominante, tem se apresentado ao lado de outras configurações - famílias recompostas, famílias ampliadas, famílias homoparentais, famílias monoparentais, entre outras -, em que algumas, mesmo que sempre tenham existido de forma marginal em menor número, têm o prenúncio de um aumento expressivo desse número no futuro. Este texto pretende, assim, discutir os aspectos que essas novas configurações precisam preservar em si, em meio às mudanças que as fazem novas, para viabilizarem a condição de ambiente facilitador, bem como os aspectos da teoria do amadurecimento que contribuem para que as novas famílias se sintam potencialmente facilitadoras do amadurecimento emocional dos indivíduos em seu seio.

Palavras-chave : ambiente facilitador; Winnicott; famílias; homoparentalidade; teoria do amadurecimento.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License