17 3Inter-relações entre forças influenciadoras e cultura organizacional 
Home Page  

Psicologia em Revista

 ISSN 1677-1168

STENGEL, Márcia. O exercício da autoridade em famílias com filhos adolescentes. Psicol. rev. (Belo Horizonte) []. 2011, 17, 3, pp. 502-521. ISSN 1677-1168.

Importantes transformações vêm se dando no interior da família contemporânea, mudanças estas que se tornam mais visíveis na adolescência dos filhos. Um ponto de impacto dessas mudanças localiza-se no relacionamento paterno-filial. Nesse cenário, o exercício da autoridade tem sido percebido como cada vez mais complexo, com os desafios, impasses e dificuldades que se apresentam. Com base em pesquisa qualitativa com entrevistas em profundidade com pais e mães de adolescentes, casados e separados, de camada média, este artigo debate como esse exercício se apresenta. Como uma das tarefas dessa fase é a construção da identidade adulta, o adolescente deve renunciar aos papéis infantis, abarcando o abandono de um tipo de relação estabelecida com os pais. Esse processo demanda modificações na família, havendo necessidade de adaptação das regras e, consequentemente, de ajustamento no exercício da autoridade. Os pais precisam buscar formas de manter a autoridade em um contexto familiar mais igualitário

: Família; adolescência; autoridade; pais de adolescentes.

        · | |     ·     ·