SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Analogias e diferenças entre reuniões mediúnicas espíritas e o atendimento em psicologia clínicaBrincar: um olhar gestáltico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Abordagem Gestáltica

versão impressa ISSN 1809-6867

Resumo

ALVIM, Mônica Botelho; BOMBEN, Emmanuela  e  CARVALHO, Natália. “Pode deixar que eu resolvo!” - retroflexão e contemporaneidade. Rev. abordagem gestalt. [online]. 2010, vol.16, n.2, pp. 183-188. ISSN 1809-6867.

Propomo-nos, neste trabalho, a lançar algumas discussões acerca da retroflexão como um bloqueio de contato muito presente na contemporaneidade. Abordamos o tema tomando como referencial teórico principal a Gestalt-terapia e recorrendo a discussões acerca da contemporaneidade. A retroflexão é compreendida como um bloqueio que interrompe o contato no momento da interação, significando que a pessoa dispensa o contato com o outro, voltando para si mesmo uma energia que seria naturalmente dirigida para a relação. Essa dinâmica parece envolver um tipo de individualismo muito presente e valorizado no mundo contemporâneo: auto-suficiência, autocontrole, a necessidade permanente de ocupação e atividade, a crença de que o outro não está disponível e, portanto: - “eu preciso resolver meus problemas sozinho, deixa que eu resolvo”. O poder de realização e o sucesso compõem parte do cenário contemporâneo, que também abriga o consumismo - um veículo do espetáculo - que disfarça o vazio e a solidão.

Palavras-chave : Retroflexão; Contemporaneidade; Gestalt-terapia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License