SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2O enigma da pertença ao que escapa: sobre o a priori da correlação fenomenológica em R. BarbarasEm torno da noção de antropologia privativa, de Renaud Barbaras índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Abordagem Gestáltica

versão impressa ISSN 1809-6867

Resumo

BEATO, José Manuel. Aproximações ao problema fenomenológico e metafísico do sentimento em Renaud Barbaras. Rev. abordagem gestalt. [online]. 2019, vol.25, n.2, pp. 130-137. ISSN 1809-6867.  http://dx.doi.org/10.18065/RAG.2019v25n2.3.

Com Métaphysique du sentiment (2016), Renaud Barbaras propõe uma teoria do sentimento singular e radical, que, ao mesmo tempo, constitui uma nova etapa na prossecução, ampliação e aprofundamento da sua "fenomenologia da vida". Reconhecendo a sua dívida para com Mikel Dufrenne, tal elaboração teórica afirma, porém, a sua originalidade por meio de um diálogo crítico com os fenomenólogos que problematizaram a sensibilidade e a afetividade: Martin Heidegger, Maurice Merleau-Ponty, Michel Henry e Henri Maldiney. Aquém e além do plano subjetivista dos afetos e emoções, o sentimento, para Barbaras, consiste na experiência arquiafetiva de abertura à profundidade do mundo, aquém e além dos entes finitos. Esta noção, todavia, apenas ganha seu pleno significado, claro está, quanto situada e articulada no contexto da teoria do "desejo transcendental", entendido como avanço fenomenalizante do sujeito. O sentimento inicia o desejo ao desejado. Ele suscita e orienta o movimento insaciável do desejo em direção à profundidade inexaurível do Mundo - Mundo para o qual nos abriu de modo originário.

Palavras-chave : Sentimento; Metafísica; Desejo.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License