SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número6La educación primacía de la familia mediatizada por las instituciones educativasAlgunos problemas de salud de las familias, grupos y colectivos índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Psicologia para América Latina

versión On-line ISSN 1870-350X

Resumen

PETRUCE, Lúcia Aparecida; ZIMMER, Sérgio Antonio  y  SILVA, Laura Belluzzo de Campos. Psicol. Am. Lat. [online]. 2006, n.6, pp. 0-0. ISSN 1870-350X.

Este estudo procura mostrar a existência do estigma em mães que deixam seus filhos em instituições, sendo consideradas criaturas estragadas e diminuídas. Foi feito um resgate dos aspectos históricos e sociais do abandono de crianças e sobre o mito do amor materno, que traz a idéia de que a mãe deve amar os filhos de maneira incondicional. Constatamos também que o estigma impede de olharmos para o conjunto de circunstâncias, que faz com que as mães outorguem sua responsabilidade de proteção à criança a uma instituição. Sendo assim, elas vivem o luto não franqueado, que é um luto não autorizado socialmente que contribui para intensificar o sentimento de culpa.

Palabras clave : Estigma; Mito do amor materno; Luto não franqueado; Instituição; Mães.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués

 

Creative Commons License