SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue1A carnivorous society: thinking feeding and fetishismThe critique of history as a genealogy and the creative writing: analysis of a proposal by Saramago based on Deleuze author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista EPOS

On-line version ISSN 2178-700X

Abstract

MARTINS, Victor M. Nobre. Deleuze, Guattari, Freud e o problema da personalidade. Rev. Epos [online]. 2015, vol.6, n.1, pp. 65-86. ISSN 2178-700X.

Este artigo busca interrogar a noção de personalidade em Freud a partir das críticas de Deleuze e Guattari a respeito de uma suposta personologia freudiana. Tal personologia implicaria uma unificação do sujeito, numa territorialização da subjetividade. Entretanto, propondo tal perspectiva impessoal dos processos de subjetivação e utilizando Freud como contraexemplo, Deleuze e Guattari parecem não levar em conta, entre outros, um aspecto fundamental da metapsicologia freudiana: o esforço teórico de Freud em decompor a personalidade psíquica. A partir da leitura de fragmentos do texto A decomposição da personalidade psíquica(1932) de Freud - em que ele explica a cisão da personalidade e apresenta as três instâncias psíquicas da segunda tópica (ego, superego e id) - e de O Anti-Édipo (1972) e Mil Platôs (1980) de Deleuze e Guattari - em que eles criticam o modelo freudiano de personalidade -, buscamos pensar a distância entre a posição teórica freudiana de decomposição da personalidade e as críticas deleuzo-guattarianas de unificação da personalidade. Através de um confronto entre tais textos e suas consideráveis dissimetrias, esboçamos uma análise do uso que Deleuze e Guattari fizeram do texto de Freud e do lugar ao qual eles se propuseram no vasto panteão de leitores do fundador da psicanálise.

Keywords : Freud; Deleuze; Guattari; personalidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License