SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número3Questionário de vitimização virtual: propriedades psicométricas e descrições de vitimização virtualInventário de depressão de beck II: análises pela teoria do traço latente índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

artigo

Indicadores

Compartilhar


Avaliação Psicológica

versão impressa ISSN 1677-0471versão On-line ISSN 2175-3431

Aval. psicol. vol.17 no.3 Itatiba jul./set. 2018

https://doi.org/10.15689/ap.2018.1703.14630.06 

ARTIGO

 

Evidências de validade do índice de religiosidade de duke (P-DUREL) entre adolescentes

 

Validity evidence of the duke religion index (P-DUREL) among adolescents

 

Evidencias de validez del índice de religiosidade de duke (P-DUREL) entre adolescentes

 

 

Miriam Raquel Wachholz Strelhow; Jorge Castellá Sarriera

Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

O objetivo deste estudo foi verificar as propriedades psicométricas da versão brasileira do Índice de Religiosidade de Duke (P-DUREL) entre adolescentes. Por meio de uma plataforma on-line, participaram 1.248 adolescentes brasileiros de ambos os sexos, entre 12 e 18 anos (M = 15,09, DP = 1,77), sendo 57,3% meninas. A estrutura fatorial foi verificada através de análises fatoriais exploratória e confirmatória. O modelo unidimensional apresentou índices de ajuste satisfatórios, bem como adequada confiabilidade (α = 0,874). Análises multigrupo por sexo e idade indicaram que a estrutura fatorial e os pesos fatoriais são semelhantes para os grupos testados. A escala apresentou alta correlação positiva com o Módulo "Espiritualidade, religiosidade e crenças pessoais" (WHOQOL-SRPB). Conclui-se que o instrumento é adequado para a avaliação da religiosidade entre adolescentes brasileiros, podendo ser utilizado em futuros estudos com essa população.

Palavras-chave: religiosidade; validade estatística; psicometria; DUREL.


ABSTRACT

The purpose of this study was to verify psychometric properties of the Brazilian version of the Duke Religion Index (P-DUREL) among adolescents. Through an online platform, 1,248 Brazilian adolescents of both genders, between 12 and 18 years of age (M = 15.09, SD = 1.77) participated, 57.3% of whom were female. The factorial structure was verified through exploratory and confirmatory factor analyses. The one-dimensional model presented satisfactory fit indexes, as well as adequate reliability (α = 0.874). Multigroup analyses by sex and age indicated that the factorial structure and factorial weights are similar for the groups tested. The scale presented a high positive correlation with the Module "Spirituality, religiousness and personal beliefs" (WHOQOL-SRPB). It is concluded that the instrument is suitable for the evaluation of religiousness among Brazilian adolescents, and may be used in future studies with this population.

Keywords: religiousness; statistical validity; psychometry; DUREL.


RESUMEN

El objetivo de este estudio fue verificar las propiedades psicométricas de la versión brasileña del Índice de Religiosidad de Duke (P-DUREL) entre adolescentes. A través de una plataforma online, participaron 1.248 adolescentes brasileños de ambos sexos, entre 12 y 18 años (M = 15.09, DS = 1.77), un 57,3% del sexo femenino. La estructura factorial fue verificada a través de análisis factoriales exploratorios y confirmatorios. El modelo unidimensional presentó índices de ajuste satisfactorios, así como confiabilidad adecuada (α = 0,874). Los análisis multigrupo por sexo y edad indicaron que la estructura factorial y los pesos factoriales son similares para los grupos testados. La escala presentó una alta correlación positiva con el Módulo "Espiritualidad, religiosidad y creencias personales" (WHOQOL-SRPB). Como conclusión, se puede afirmar que el instrumento es adecuado para la evaluación de la religiosidad entre adolescentes brasileños, pudiendo ser utilizado en futuros estudios con esta población.

Palabras clave: religiosidad; validez estadística; psicometría; DUREL.


 

 

Tem crescido o interesse em pesquisas sobre religiosidade e espiritualidade, especialmente sua relação com o bem-estar e questões de saúde (Lucchetti, Lucchetti, & Vallada, 2013; Strelhow & Henz, 2017). De acordo com Koenig, McCullough e Larson (2001), enquanto a religião se refere ao sistema organizado de crenças, práticas, rituais e símbolos, que facilitam a relação com o sagrado (Deus, força maior, verdade suprema), a religiosidade indica o quanto uma pessoa acredita, segue e pratica uma determinada religião. Já a espiritualidade se refere a uma busca pessoal pela compreensão de questões existenciais maiores como, por exemplo, o fim e o sentido da vida, e suas relações com o sagrado e/ou transcendente.

Muitos instrumentos foram desenvolvidos para a avaliação da religiosidade e outros aspectos relacionados e estão disponíveis em diferentes países, principalmente na língua inglesa (Lucchetti et al., 2013; Marques & Aguiar, 2014). Entretanto, o mesmo não pode ser afirmado para instrumentos disponíveis no Brasil, especialmente considerando seu uso com adolescentes. Observa-se a necessidade de instrumentos que permitam avançar nos estudos com essa população.

Lucchetti et al. (2013) realizaram um levantamento sistemático dos instrumentos disponíveis em português para avaliar espiritualidade e religiosidade. Os resultados apontaram que a maioria dos instrumentos foi validada ou criada a partir de 2005, sendo que o primeiro artigo publicado foi em 2002, em Portugal. Esses dados demonstram que as pesquisas sobre esses construtos ainda estão muito recentes nos países de língua portuguesa. Os autores encontraram 20 instrumentos: 45% avaliavam religiosidade, 40% espiritualidade, 10% coping (enfrentamento) religioso/espiritual e 5% espiritualidade e religiosidade. Do total, 15 foram traduzidos e três criados para o português no Brasil, enquanto dois foram para o português de Portugal. Mas os autores destacam que alguns desses instrumentos não possuem relato de propriedades psicométricas nas amost