SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1O processo de luto pela perda de um filho em uma idosa cuidadora de um paciente crônico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

artigo

Indicadores

Compartilhar


Psicologia Hospitalar

versão impressa ISSN 1677-7409

Psicol. hosp. (São Paulo) vol.13 no.1 São Paulo jan. 2015

 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

Efeitos da estimulação elétrica transcraniana na performance de tarefas executivas

 

Effects of transcranial electrical stimulation in the performance of executive tasks

 

 

Lucinéia PesenteI,1; Mirian Akiko Furutani OliveiraI2; Glaucia Rosana Guerra BenuteII,3; Mara Cristina Souza de LuciaII,4

IInstituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
IIDivisão de Psicologia do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

Diversas técnicas medicinais têm se destinado a alterar padrões neuronais relacionados a quadros patológicos. Além do emprego terapêutico dessas técnicas, o aprimoramento cognitivo tem ganhado espaço no campo de pesquisa. Tais técnicas baseiam-se na neuromodulação da atividade cerebral e, dentre elas, a Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC). Este trabalho tem por objetivo analisar os efeitos neuromodulatórios de ETCC sobre as funções executivas em adultos saudáveis. Foi realizada revisão de literatura e as bases de dados pesquisadas foram: PubMed, MEDLINE (via PubMed), BVS e Science Direct publicados nos últimos anos. Para a busca foram utilizadas as palavras-chave electrical stimulation and executive functions. Os resultados obtidos nos experimentos de ETCC em pacientes saudáveis foram favoráveis à melhora cognitiva das funções executivas. Os participantes que receberam ETCC obtiveram desempenho significativamente maior nos testes utilizados em comparação ao grupo controle.

Palavras-chave: Estimulação Elétrica, Funções Executivas, Neuromodulação.


ABSTRACT

Several therapeutic techniques have been designed to change neural patterns related to pathological states. In addition to the therapeutic use of these techniques, cognitive enhancement has gained ground in this field. Such techniques are based on the neural modulation of brain activity, including the one known as The Transcranianial Direct Current Stimulation (TDCS). This paper aims to analyze the neuromodulatory effects of TDCS on executive functions in healthy adults. The databases of PubMed, MEDLINE (via PubMed), BVS and Science Direct published over the last years. The key words used were electrical stimulation and executive functions. The results obtained in the experiments of TDCS in healthy patients were favorable to the cognitive improvements of the executive functions. The participants that received the TDCS obtained significantly higher performance in the tests used in comparison to the control group.

Keywords: Electrical stimulation, executive functions, Neuromodulation.


 

 

INTRODUÇÃO

Historicamente pode-se perceber um crescente e constante interesse em relação ao sistema nervoso central, quer seja no âmbito de suas estruturas, quer seja no entendimento de sua dinâmica funcional. Atualmente, o aprimoramento tecnológico tem permitido o desenvolvimento de diversas técnicas medicinais destinadas a alterar os padrões neuronais relacionados a quadros patológicos nos mais variados tipos de transtornos psiquiátricos e em quadros de lesão. Além do emprego terapêutico dessas técnicas, o aprimoramento cognitivo tem ganhado espaço no campo de pesquisa. Tais técnicas baseiam-se na neuromodulação da atividade cerebral, e dentre elas pode-se citar a Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC).

A ETCC caracteriza-se por uma técnica não invasiva de alterações da excitabilidade cortical por meio da indução da alteração do potencial de repouso da membrana neuronal. O baixo custo e a simplicidade de manuseio fizeram com que a ETCC fosse utilizada em diversas frentes terapêuticas na última década (Brunoni, Pinheiro, & Boggio, 2012; Dresler et al., 2013; Feeser, Prehn, Kazzer, Mungee, & Bajbouj, 2013; Hoy et al., 2013; Parasuraman et al., 2012).

A utilização da eletricidade como recurso medicinal da estimulação elétrica no cérebro não é algo recente, uma vez que os primeiros relatos datam da antiguidade, e desde então vem sendo aprimorada e seu uso cada vez mais ampliado (Brunoni, Boggio, & Fregni, 2012).

Os resultados da ETCC estão relacionados à polaridade utilizada. Em uma sessão utilizam-se dois eletrodos, um ânodo e um cátodo. A estimulação anódica facilita a despolarização da membrana neural (facilitando o disparo neuronal) e a catódica funciona de maneira oposta hiperpolarizando a membrana neuronal. Estas podem ser utilizadas com diferentes protocolos, para atingir uma região específica do córtex cerebral, modulando-a de acordo com a polaridade através de um fluxo de corrente contínua de baixa intensidade (Berryhill & Jones, 2012; Brunoni, Pinheiro, & Boggio, 2012; Fiquer et al., 2007; Gladwin, den Uyl, & Wiers, 2012; Hoy et al., 2013).

Diversas pesquisas têm relacionado a intervenção por ETCC à performance em tarefas executivas, este crescente interesse se deve provavelmente à importância das funções executivas para a adaptação sujeito-ambiente.

Função executiva se refere a um termo que abarca um conjunto complexo de processos que abrangem habilidades direcionadas a metas específicas, como o planejamento/organização para alcançá-las, e envolve também resolução de problemas, inibição de comportamentos inapropriados, tomada de decisão, raciocínio e abstração. Estas habilidades estão intimamente relacionadas à adaptabilidade dos indivíduos a situações novas (Lezak, 2004; Strauss, 2006).

Em detrimento de uma diversidade conceitual a respeito do tema, a maioria dos autores tendem a relacionar as funções executivas a tarefas de supervisão do funcionamento cerebral, envolvendo habilidades que se orientam ao comportamento intencional (Strauss et al., 2006).

As áreas cerebrais relacionadas a estas funções referem-se às regiões pré-frontais e suas conexões com áreas corticais e subcorticais. O córtex pré-frontal, por sua vez, é