SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1Projetos de carreira, autoeficácia e sucesso escolar em ambiente multicultural índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Orientação Profissional

versão On-line ISSN 1984-7270

Rev. bras. orientac. prof vol.13 no.1 São Paulo jun. 2012

 

SEÇÃO ESPECIAL

 

Revista Brasileira de Orientação Profissional: relatório de gestão 2011

 

 

Lucy Leal Melo-Silva1; Mara de Souza Leal; Eduardo Name Risk

Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto-SP, Brasil

 

 

O presente relatório objetiva apresentar dados referentes à tramitação editorial da Revista Brasileira de Orientação Profissional (RBOP) em 2011, a fim de tornar pública sua gestão. Informações sobre a gestão editorial de anos anteriores podem ser consultadas em Melo-Silva, Lassance, Santos e Risk (2008), Melo-Silva e Risk (2009, 2010), Melo-Silva, Leal e Risk (2011). O trabalho intenta compartilhar com a comunidade científica e profissional indicadores sobre o processo de tramitação editorial do ano anterior com vistas ao estabelecimento de novas metas. O relatório está organizado em três seções, a saber: política editorial, processo editorial 2011 e considerações finais.

 

Política editorial

A Revista Brasileira de Orientação Profissional é uma publicação semestral da Associação Brasileira de Orientação Profissional (ABOP), em parceria com a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FFCLRP-USP), com apoio editorial da Vetor Editora. Até 2011 a revista publicou 17 fascículos, contabilizados a partir de 2003, ano de sua revitalização, mudança de título e nomeação de novo corpo editorial. O histórico sobre a origem do periódico, características e estruturação geral pode ser consultado em Melo-Silva (2007).

Desde 2003, o corpo editorial tem empreendido modificações qualitativas na estrutura da Revista, visando a atender paulatinamente os requisitos para sua consolidação como veículo editorial de importância para área, somadas às orientações do Qualis Periódicos área Psicologia que também têm norteado a política editorial e a padronização do periódico. Em decorrência destes fatos, em 2010 as normas de publicação passaram por modificações substanciais, além da indicação de novos nomes para o quadro editorial da revista. As normas nas três línguas estão disponíveis nos sítios da ABOP, da FFCLRP e PePSIC.

A RBOP atualmente está indexada nas seguintes bases de dados: (a) Literatura Latino-americana e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (LILACS); (b) Index Psi Periódicos (BVS-Psi); (c) Portal de Periódicos Eletrônicos em Psicologia (PePSIC); (d) CLASE, que indexa documentos publicados em periódicos de revistas latino-americanas especializadas nas ciências sociais e humanas; (e) Catálogo REDALYC, que indexa revistas científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal; (f) Catálogo LATINDEX; (g) PSICODOC, base de dados de internacional da área Psicologia; (h) SCOPUS (Elsevier), maior base de resumos e referências bibliográficas de literatura científica revisada por pares. Além disso, os fascículos impressos são distribuídos para a Rede Brasileira de Bibliotecas da Área de Psicologia (ReBAP).

Em recente avaliação, a Revista Brasileira de Orientação Profissional que tem sido analisada de acordo com critérios instituídos pelo Qualis Periódicos, desde 2005 (Comissão Qualis da área Psicologia junto à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), alcançou o estrato B1 da classificação, o que indica o esforço e trabalho continuado da equipe para o incremento da revista, além de sua indexação em importantes bases de dados, o que chancela o conteúdo por ela publicado. No caso do Qualis Psicologia 2012, de acordo com Bastos et al. (2012), a Comissão Qualis utilizou um conjunto de requisitos mínimos de longa data já utilizados (ISSN, revisão por pares, regularidade da publicação, dentre outros) para avaliar as publicações. A eles, é acrescida uma hierarquia de indexadores, entendida como medida indireta da qualidade de um periódico, visto que contempla a amplitude e a qualificação da comunidade científica com a qual o autor tem a sua disposição ao publicar seu artigo em determinado veículo. Deste modo, a elevação da RBOP ao estrato B1, uma vez que na avaliação anterior constava no nível B2, é fruto de sua indexação em importantes bases como SCOPUS, PSICODOC, CLASE, REDALYC e LATINDEX, obtidos nos últimos anos.

 

Processo editorial 2011

No que tange ao processo editorial em 2011, o tempo médio para aprovação de um artigo variou entre cinco e seis meses. Já o tempo médio para publicação perfez dez meses, contabilizando-se a etapa de avaliação e todo o processo de finalização para a publicação, uma vez que são consumidos cerca de três meses no processo de revisão dos resumos nas três línguas (português, inglês, espanhol), revisão bibliográfica, diagramação, revisão da diagramação pelo corpo editorial e pelos autores, impressão e preparação do fascículo em html para disponibilização online.

Em 2011, foram submetidos 47 artigos para avaliação na RBOP (Tabela 1), sendo que 8 foram recebidos e aprovados neste ano, enquanto 17 manuscritos aprovados foram submetidos em 2010. Dentre os 47 manuscritos submetidos, vinte e um (21) enquadravam-se na categoria "relato de pesquisa", cinco (5) na categoria "estudo teórico", um (1) na categoria "revisão crítica da literatura", sete (7) na categoria "relato de experiência", quatro (4) na categoria "ensaio", três (3) na categoria "seção especial", seis (6) na categoria "documento".

Em 2011, foram publicados vinte e seis (26) trabalhos, como mostra a Tabela 2, sendo que dezenove (19) constituem artigos originais, totalizando 73,07% do conteúdo publicado. Dentre eles, 61,53% é resultado de pesquisas empíricas, 7,69% provem de pesquisas teóricas e 3,84% de revisão de literatura. O fascículo 12 (1) contém ainda "Seção Especial" na qual foi publicado o relatório da gestão da Revista em 2010. O fascículo 12 (2), na referida seção, publicou um texto que discorreu sobre a carreira no mundo contemporâneo, que a aponta como resultado de um processo autoconstrutivo no qual as "técnicas de intervenção podem e devem contribuir para os processos de aprendizagem de competências" (Duarte, 2011, p. 144). Na "Seção Documentos" do fascículo 12 (2) foram publicados: (a) o relatório sobre o III Congresso Latino-americano, X Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional e I Fórum de Pesquisa da ABOP, (b) os informes sobre o Congresso da ABOP na perspectiva latino-americana. Cumpre destacar que esses dois formatos de seção objetivam registrar o processo de editoração/produção científica e avanços em políticas públicas na área da orientação, visando à qualificação das práticas de intervenção do orientador profissional e de carreira. Os textos nelas publicados têm como norte estimular intervenções mais proativas com base na interlocução entre diferentes atores: pesquisadores, profissionais e formuladores de políticas públicas.

 

 

Com base nos artigos publicados, nota-se que os autores têm levado a cabo investigações que integram prática e teoria no campo da Orientação Profissional. Deste modo, justifica-se o empenho do corpo editorial da RBOP em propiciar maior comunicação entre profissionais e cientistas, a fim de estimular a realização de pesquisas e sua consequente divulgação. Por sua vez, a Orientação Profissional, como objeto da ciência e exercício profissional, tem passado por mudanças significativas impulsionadas, sobretudo no Brasil, por este periódico, o que torna relevante a existência de seções diferenciadas como a "Seção Especial" e a "Seção Documentos", nas quais são publicados textos importantes para a produção do conhecimento e a qualificação da prática profissional, como mencionado anteriormente.

A procedência institucional das autorias nacionais dos artigos publicados em 2011 é apresentada na Tabela 3. Por sua vez, a Tabela 4 descreve a origem institucional dos autores internacionais.

 

 

 

 

Como mostra a Tabela 3, nota-se predominância de autores filiados à Universidade São Francisco e à FFCLRP-USP, dois importantes polos de produção científica na área da Psicologia, em particular nas subáreas de Avaliação Psicológica e Orientação Profissional. A seguir destacam-se a FEA-USP e a Universidade Federal de Juiz de Fora. Além dos estados de São Paulo e de Minas Gerais, observam-se contribuições do Distrito Federal, Rio de Janeiro e Paraná. Quanto às contribuições estrangeiras (Tabela 4), dentre as 10 instituições participantes, sete são de origem portuguesa. Com destaque para a Universidade do Porto e a Universidade de Lisboa, seguidas de contribuições de autores de outras universidades como Algarve, Madeira, Coimbra e Porto. Além de Portugal, há autores de outros países como Colômbia e China. Comparando-se os dados da Tabela 3 e Tabela 4, observa-se que 66,66% da autoria é nacional e 33,33% internacional, o que evidencia a inserção da RBOP junto à comunidade científica estrangeira, em particular, portuguesa, somada às recentes indexações que agregam maior visibilidade ao conteúdo veiculado neste periódico.

 

Considerações finais

A RBOP está em circulação regular desde 2003, nestes anos tem tido importante papel no contexto da Orientação Profissional e de Carreira brasileira e ibero-americana. A diversidade na procedência dos autores, por regiões do país e instituições, sobretudo no Brasil e em Portugal, mostra a abrangência da Revista e sua capacidade de divulgação de diferentes saberes e vozes, constituídas por profissionais e pesquisadores da Orientação Profissional e áreas afins. Particularmente, o ano de 2011 constitui um marco especial em decorrência da indexação na base de dados SCOPUS (Elsevier). Já no início de 2012, outra grande conquista consistiu na classificação B1 segundo avaliação do Qualis Periódicos área Psicologia junto à CAPES. Esforços na melhoria da editoração e na ampla divulgação da produção científica qualificada continuarão a ser empreendidos. A meta para o corrente biênio é implantar o sistema digital de submissão de manuscritos (Submission) disponível às revistas indexadas no PePSIC e ampliar o número de indexadores.

 

Referências

Bastos, A. V. B. et al. (2012). Área de Psicologia - Atualização do webqualis da área (Comunicado No. 001/012). Brasília: CAPES. Recuperado em 04 abril 2012, de http://www.capes.gov.br/images/stories/download/avaliacao/Qualis_-_Psicologia.pdf

Duarte, M. E. (2011). Desaprender para ensinar os princípios ou um outro modo de enfrentar a orientação. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 12(2), 143-152.

Melo-Silva, L. L. (2007). Histórico da Associação Brasileira de Orientação Profissional e da Revista Brasileira de Orientação Profissional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 8(2), 1-9.

Melo-Silva, L. L., Lassance, M. C. P., Santos, M. A., & Risk, E. (2008). Revista Brasileira de Orientação Profissional: Relatório de gestão dos períodos 1997-1999 e 2003-2007. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 9(1), 1-12.

Melo-Silva, L. L., & Risk, E. N. (2009). Revista Brasileira de Orientação Profissional: Relatório de gestão 2008. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 10(1), 1-6.

Melo-Silva, L. L., & Risk, E. N. (2010). Revista Brasileira de Orientação Profissional: Relatório de gestão 2009. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 11(1), 1-4.

Melo-Silva, L. L., Leal, M. S., & Risk, E. N. (2011). Revista Brasileira de Orientação Profissional: Relatório de gestão 2010. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 12(1), 1-4.

 

 

Sobre os autores
Lucy Leal Melo-Silva é Professora Associada do Departamento de Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, editora da Revista Brasileira de Orientação Profissional, bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Mara de Souza Leal é psicóloga e mestranda do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, bolsista CAPES, foi assistente editorial da Revista Brasileira de Orientação Profissional.
Eduardo Name Risk é psicólogo, Bacharel em Psicologia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Mestre em Psicologia pela mesma instituição, membro da equipe técnica da Revista Brasileira de Orientação Profissional.
1 Endereço para correspondência: Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Departamento de Psicologia. Av. Bandeirantes, 3900, 14040-901, Ribeirão Preto-SP, Brasil. Fone: 16 36023789. E-mail: lucileal@ffclrp.usp.br